12.6.06

Perda lastimável


Informamos, com muito pesar, o falecimento do Prof. José Leite Lopes. Ao 87 anos de idade nos deixa este notável cientista. Abaixo apresento um resumo da vida deste brilhante cientista...

O pernambucano José Leite Lopes, especialista em Física de Partículas e em Teoria de Campos, é um dos cientistas brasileiros mais conhecidos no exterior. Isso se deve ao conjunto importante de trabalhos na área da Física, mas principalmente aos seus achados científicos ligados ao bóson Zo — cuja existência foi prevista por ele, em 1958 — e à unificação das forças eletromagnéticas e das forças fracas. O bóson seria descoberto muitos anos depois, na década de 80.

Professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – onde trabalhou de 1946 a 1964, e de 1967 a 1969) — mesmo aposentado, continuava trabalhando no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), uma das mais importantes instituições científicas do país, da qual foi um dos fundadores, em 1949, e por duas vezes, diretor.

Bacharel em Física (Rio de Janeiro, 1942), Leite Lopes, iniciou em 1944 seu doutoramento em Princeton (EUA), sob a orientação de W. Pauli (Prêmio Nobel de Física). Ali teve oportunidade de assistir os cursos ministrados por grandes nomes da Física internacional, entre eles, Albert Einstein.

Professor de Física Teórica da Faculdade Nacional de Filosofia (Rio de Janeiro), em 1946, deixou o cargo em 1969, quando teve cassados seus direitos políticos e foi aposentado compulsoriamente pelo regime militar. Passou dezesseis anos na Universidade de Estrasburgo (França) até seu retorno definitivo ao Brasil, em 1986. Publicou vários livros adotados internacionalmente.

Crítico e atento observador do desenvolvimento da ciência no País, em seu empenho pela divulgação da ciência realizou, na década de 90, no Rio de Janeiro, uma série de palestras em escolas de ensino médio, explicando os fundamentos da Física de forma acessível e estimulando os jovens a se interessarem pelas ciências.

José Leite Lopes nasceu em Recife, no dia 28 de outubro de 1918 e veio a falecer hoje, dia 12 de junho de 2006.
Veja página especial de Leite Lopes

1 Comments:

At 13/6/06 09:32, Anonymous Andre Taurines said...

Num intervalo de catorze meses perdemos dois
herois de mtas geracoes de fisicos:
Lattes e Leite Lopes.
Eh o fim de uma era.

Fica a esperanca de que, dado o exemplo,
outros cientistas
estejam neste momento trabalhando,
com disposicao e antevisao semelhantes,
pelo desenvolvimento da ciencia
brasileira.

Quem quiser saber um pouco
mais sobre o desenvolvimento
da unificacao eletrofraca
pode acessar a "Nobel lecture"
que Weinberg proferiu ao receber
o premio em 79
(http://nobelprize.org/physics/laureates/1979/weinberg-lecture.pdf)
Lah existe uma mencao ao trabalho de Leite Lopes sobre correntes neutras (o Z_0).

 

Postar um comentário

<< Home