2.12.05

Francis e Letterman

Como informado, aconteceu ontem aqui no IFT uma instância do Beyond Einstein. Foi projetada no telão do auditório maior a imagem do webevento e o pessoal pôde conferir as atrações anunciadas. Consegui ver um pedaço da entrevista com o pessoal de Solvay e todo o Late Show with Leon Lederman.

Até onde vi, Gell-Mann dominou totalmente a cena em Solvay. Isso que estavam a seu lado nada menos que David Gross e Gerard 't Hooft. A primeira pergunta foi sobre o que mudou no panorama da Física desde a última conferência que tratou da estrutura quântica do espaço-tempo. Alguém precisava assumir a pergunta e logo Gell-Mann se manifestou. Mas não era possível entender nada do que ele dizia (até pensei que era problema local, pois nossa banda é pequena e às vezes dava umas "tossidinhas" :) ). Depois de um minuto de explicações inaudíveis a apresentadora tomou coragem e pediu que ele se aproximasse mais do microfone. Então se ouve claramente: "WHERE IS THE MICROFONE?!?!"; após alguém apontar um objeto na mesa, mais uma trovoada de Gell-Mann: "THAT'S THE MICROFONE?!?!?!" Que início! :)) Em seguida veio a segunda pergunta, muito interessante, sobre o que teria vindo antes do Big Bang e em que bases se pode afirmar qualquer coisa sobre isso. Novamente Gell-Mann assume a pergunta para si e diz "You should have asked what happens when t squared is less than zero" (quem perguntou era um high-school student...). Então 't Hooft interferiu expressando, muito sensatamente, que no atual estágio de desenvolvimento só pode haver especulações sobre isso e falou sobre o tempo euclidiano de Hawking. Entra a voz de Gell-Mann:"BUT THAT´S WHAT I WAS TALKING ABOUT!!". E foi indo assim. Infelizmente tive que sair, verei se consigo achar o vídeo on line. Como disse um amigo do IFT, o Gell-Mann é uma espécie de Paulo Francis da Física :)

Às 18 horas começou o Late Show with Leon Lederman, uma paródia do talk-show de David Letterman. Lederman, prêmio Nobel em Física de 1988 (pela descoberta do neutrino do múon e verificação da estrutura dubleto dos léptons), apareceu com a gravata mais colorida de que já se teve notícia. Na abertura, enquanto enumerava os artigos do Annus Mirabilis, contou algumas piadas ao estilo Letterman: "realmente foi incrível que um examinador de patentes, trabalhando 8 horas por dias, sete dia por semana tivesse tempo e concentração para fazer tudo isso. Aliás, parece que uma das patentes que ele aprovou foi a da lanterna movida a bateria solar!" :)). Entrevistou três convidados: um físico teórico (sobre os quais Lederman, um experimental, frequentemente fazia piadas) e dois experimentais, uma do D0 e outro do CDF. Muito bem bolado, com este formato conseguiram fazer um excelente panorama do Fermilab. Um amigo disse que gravou o show, se eu conseguir o arquivo eu disponibilizo por aqui.

Não se pode deixar de mencionar as Cernetes, três belas cantoras/dançarinas que interpretavam a música Strong Interactions, uma espécie de jingle do Beyond Einstein. Percebi mais do que uma física escandalizada com essa performance :-)

Gostei da webexperiência.


Nota: Este provavelmente é meu último post como membro oficial do IFT. Segunda-feira termina meu segundo ano de pós-doc aqui e preciso seguir minhas andanças em busca de uma posição permanente. Pretendo, pelo menos por um tempo, ainda continuar participando do blog, através do envio de posts. Meus votos para que o Blog do IFT continue em sua trajetória de sucesso!

3 Comments:

At 2/12/05 20:16, Anonymous Dafni said...

Pois é, Andre, a iniciativa de se conectar ao evento foi ótima, pena que o quórum deixou a desejar...

Uma das coisas que foram muito legais no Late Show e que você acabou não mencionando foram os "Science Bites". Muito criativo! Além disto, consegui assistir ainda um pedaço da entrevista com o Paul Davies. Isto foi surreal, mais do que as Cernettes! A apresentadora do evento perguntou para ele como se fazia para viajar no tempo. Ele falou um pouco de buraco de minhoca (pelo que pude ouvir, nossa conexão estava terrível) e logo depois ela perguntou se era possível construir um. Mas isto não foi o mais surreal: ela chegou a perguntar quanto custaria! Sem comentários... Gostaria de ver esta parte de novo, pra ouvir as respostas dele.

Bom, Andre, boa sorte na sua empreitada pelo mundo e realmente espero que o pessoal continue a manter o Blog!

 
At 5/12/05 12:41, Anonymous Daniel Doro Ferrante said...

André: Muito BOA sorte! Nos tempos de hoje, ..., é preciso de tudo um pouco! :)

 
At 5/12/05 20:01, Blogger Andre said...

É mesmo, esqueci de citar o Science Bites, experiências rapidinhas e divertidas, e alguns desafios. Me lembrou muito o Mundo de Beakman que passava na TV Cultura. Sempre me pergunto se o número de cientistas no Brasil não se multiplicaria se a Globo transmitisse esse tipo de programa (outro mais recente é o MythBusters). Por exemplo, com certeza o MacGyver teve um grande impacto nos anos 80 ;-).

Agradeço aos desejos de boa sorte, com certeza precisarei :)

 

Postar um comentário

<< Home